quinta-feira, 30 de julho de 2015

Dicas para amar o seu corpo exatamente como ele é

Pare de achar que deve ser perfeita em tudo! Se ame exatamente do jeito que é!


A chegada da adolescência muda tudo: o corpo e até o nosso jeito de pensar. Agora, ficar se comparando com as amigas é um jeito péssimo de passar por essa fase. Melhor que isso é simplesmente aceitar que você é o que é, e dar valor ao que tem de bom. Não é tão difícil quanto parece. Quer ver?

Se você está feliz da vida com os seus seios (só que não!)
O peito da sua amiga já é enorme e o seu ainda nem começou a crescer? Isso não é motivo para entrar em pânico, gata! Provavelmente, isso tem a ver com a sua mãe. Cada organismo tem um tempo para se desenvolver e isso varia muito de acordo com as características genéticas. Daí, pela lógica, se os seios da sua mãe levaram mais tempo para aparecer, provavelmente você seguirá um ritmo semelhante. Só pra você saber: na maioria das meninas, é por volta dos 9 anos de idade que o seio dá o seu primeiro sinal de vida. Só que ele termina de se desenvolver lá pelos 15. Então, são seis anos de paciência até enxergar no espelho a obra completa. E pra que pressa? Enquanto isso, aproveite que não é escrava do sutiã e circule com regatinhas fofas sem medo de ser feliz.

Se a sua menstruação não veio
Agora, se o “problema” é que todas as suas amigas já menstruaram e você, não, a receita para ser feliz assim é exatamente a mesma: saber esperar! A primeira menstruação costuma ocorrer, geralmente, entre os 9 e os 14 anos ou até três anos depois do início do desenvolvimento das mamas. Então, se você se encaixa nesses parâmetros, não tem mesmo por que ficar aflita. A demora na estreia da menarca (nome científico da primeira menstruação) só é preocupante se você estiver realmente estressada, emagrecendo muito ou se estiver exagerando nas atividades físicas. Aí pode ser mesmo que uma coisa esteja ligada à outra e você vai precisar se cuidar. Caso contrário, basta dar tempo ao tempo. E olha só: a menstruação é um dos últimos acontecimentos da puberdade e, logo depois dela, vai ser um pulinho pra vida adulta. Por ora, aproveite pra curtir praia, piscina, bike com uma preocupação a menos...



Se ela veio e partiu

A sua menstruação até veio, mas deu um perdido logo depois? Isso também não é motivo pra se achar “a” diferente. Saiba que nos dois primeiros anos após a primeira menstruação é mega comum que os ciclos sejam irregulares. Só fique atenta se o espaço entre um sangramento e outro for maior do que três meses, tá? Ciclos intensos e cólica também são comuns nessa fase. Mas dá para aliviar com remédios, se você procurar um ginecologista bacana. E vale muito a pena, viu?

Se você ainda não precisa fazer depilação
Suas amigas estão se achando gente só porque precisam depilar pernas, axilas e até a virilha? Enquanto isso, você se lamenta por ter só uma penugem fininha, tipo bebê? Ah, para! Os pelos do corpo, em geral, crescem pra valer entre os 9 e os 14 anos e, assim como a primeira menstruação, só aparecem depois do início do desenvolvimento das mamas. Então, se ainda não chegou a sua vez, relaxa! Aproveita pra só descolorir os poucos pelinhos que tem para desfilar linda enquanto pode.

Se você é a tampinha da turma
Provavelmente a culpa também é da sua mãe. Ou do seu pai. Afinal, se eles também levaram um tempo maior até o estirão, ou não cresceram tanto quanto gostariam, você dificilmente vai fugir à regra. Outra coisa: mesmo que você já tenha menstruado, ainda pode continuar crescendo por, pelo menos, mais dois anos. Até lá, abuse do salto!

Se você ainda não tem curvas, só retas
Suas amigas estão com corpo de mulher e você, da forma de um violão, só tem o braço, fininho? Take it easy. Se outros sinais da puberdade já apareceram, como os pelos e a menstruação, é sinal de que o seu desenvolvimento vai bem e é só uma questão de tempo até você encorpar. E tem mais: algumas garotas ganham curvas pelo acúmulo exagerado de gordura na região das coxas e quadris, e isso dá um trabalhão pra controlar depois. Então, se for ver, você está em vantagem. Bora ser feliz, vai!

Nenhum comentário:

Postar um comentário