quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Transtorno alimentar: 8 sintomas para ficar ligada!

Para que você não caia nessa – e para que fique de olho caso alguma amiga esteja indo para esse caminho – separamos algumas pistas que podem indicar um transtorno alimentar, como bulimia (vomitar para emagrecer) ou anorexia (ter uma imagem distorcida do seu corpo e se enxergar gorda mesmo quando magra).
Para ficar mais fácil de entender, vamos tratar do assunto como se fosse de uma outra menina:


1.
Ok, todo mundo fala de dieta. Mas falar disso o tempo todo, ficar enumerando o que comeu e se lamentando porque está gorda o tempo todo é um sinal de que o assunto pode virar uma obsessão.

2. Sua amiga come e, logo depois, some e sempre é encontrada no banheiro? Fique de olho se ela não sai de lá pálida e limpando a boca. Ela pode estar vomitando tudo o que come, para não engordar.

3. A mania é feia, mas acontece: deixar comida no prato. Repare se sua amiga faz sempre isso – ainda mais quando é ela quem escolhe a quantidade do que vai comer – e ainda fica mexendo nos alimentos, “disfarçando” a quantidade que sobrou. Ela pode estar querendo fingir que comeu muito mais do que comeu de fato.

4. Comer muito sempre (mas muito mesmo, como se fosse a última refeição do dia) e nunca engordar é um dos sintomas de que algo pode estar errado.

5. Usar remédios para perder peso ou até tomar laxantes sem orientação médica, achando que isso vai ajudar a emagrecer, não é uma boa.

6. Quem tem transtorno alimentar sempre se acha gorda, não importa quão magra esteja. Isso rola porque a pessoa tem uma imagem distorcida de si mesmo, vendo uma coisa que só ela vê. Repare se sua amiga anda perdendo muito peso e, mesmo assim, parece que nunca alcança o peso ideal.

7. Fazer muita ginástica, do tipo ficar horas e horas todos os dias na academia para perder peso, não é nada saudável. Exercício deve ser feito sempre, mas de forma moderada e sempre acompanhado de uma boa alimentação.

8. Sua amiga vai mal na prova e come para descontar sua frustração. O namorado dela deu um fora e ela… come muito. Sempre que está triste, ela só fica melhor depois de devorar um pacote de fritas ou um monte de chocolates. Pois sabia que um distúrbio alimentar sempre está acompanhado de algum problema psicológico. Por isso, sempre precisa ser tratado de perto por um psicólogo ou psiquiatra, ok?

Vale lembrar que transtorno alimentar não atinge só as meninas. Por isso, vale a pena ficar de olho nos seus amigos também ;)

Nenhum comentário:

Postar um comentário